APRESENTAÇÃO

A Escola de Arquitetura e Urbanismo da UFMG tem o prazer de convidar os pesquisadores da historia do urbanismo e do planejamento urbano a participarem da 4ª edição do Seminário Urbanismo e Urbanistas no Brasil - IV SUUB 2019 - que acontecerá em Belo Horizonte tendo como tema a Formação do urbanismo e dos urbanistas no Brasil: ideias, práticas, instituições.

Criado por iniciativa conjunta entre o Grupo de Pesquisa em História do Urbanismo e da Cidade (GPHUC-UnB/CNPq) e o Centro Interdisciplinar de Estudos sobre a Cidade (CIEC-UNICAMP), o Seminário Urbanismo e Urbanistas no Brasil (SUUB), de ocorrência bianual, vem se tornando um dos principais espaços para debate sobre a produção do conhecimento sobre o urbanismo e o planejamento urbano e regional em perspectiva histórica. Após as edições realizadas em Brasília (2013), Sao Carlos (2015) e Recife (2017), a cidade Belo Horizonte recepciona os pesquisadores para debater a formação do urbanismo como profissão e campo do saber e das práticas.

Nesta edição, o SUUB pretende contribuir para a compreensão sobre a formação do urbanismo no Brasil como campo interdisciplinar de atuação e como um saber que articula diferentes áreas do conhecimento como arquitetura, engenharia, geografia, sociologia, economia, etc. A ideia de formação se relaciona, portanto, à constituição do urbanismo e do planejamento urbano enquanto campo de conhecimento e como profissão. Nesse sentido, os objetivos do seminário se relacionam:

  • Aos debates sobre a construção do urbanismo e do planejamento urbano no Brasil como campo multidisciplinar, ou seja, como articulador de diferentes disciplinas , escalas, métodos e referenciais teóricos. Busca-se compreender a distinção e o deslocamentos entre urbanismo e planejamento urbano e regional no Brasil a partir das teorias e metodologias mobilizadas, das instituições criadas e a partir das tramas e articulações dos agentes envolvidos.

  • Ao desvendamento da formação do urbanista no Brasil como profissional generalista em perspectiva histórica, seja através do ensino formal em escolas e universidades, seja pela experiência prática em instituições publicas, organizações, empresas de consultoria, e os vínculos entre ensino e prática profissional. Para isso são bem vindas contribuições que resgatam o percurso formativo dos urbanistas, o papel das instituições de urbanismo na formação dos profissionais, as teorias e métodos que fundamentaram o ensino e a pratica profissional em urbanismo em sua gênese.

Buscamos, de maneira geral, privilegiar estudos sobre instituições e organismos que tiveram papel importante na formação de urbanistas e do urbanismo, sejam elas voltadas ao ensino formal ou à prática profissional; sobre concepções teóricas, metodologias e experiências práticas na formação de urbanistas e do urbanismo; sobre a trajetória do urbanismo e do planejamento, seus referenciais, permanências e deslocamentos; sobre aportes teóricos e metodológicos das pesquisas voltadas ao estudo do urbanismo e dos urbanistas.


 

ESTRUTURA DO EVENTO

CONFERÊNCIAS DE ABERTURA

MESAS REDONDAS

As Mesas Redondas serão compostas por pesquisadores e grupos de pesquisa convidados para apresentação de trabalhos relativos à temática do evento. As mesas contarão com um Coordenador/Debatedor, que será um membro da Comissão Científica/Organizadora.

SESSÕES DE TRABALHO

As Sessões de Trabalho serão abertas à participação de pesquisadores individuais e representantes de grupos de pesquisa mediante submissão de propostas de textos completos ao Comitê Cientifico do Evento.
Serão selecionados textos que apresentem resultados de pesquisas finalizadas ou em estágio avançado de desenvolvimento, em nível de pós-graduação ou superior.
Cada Sessão de Trabalho contará com um Coordenador/Debatedor.

PAINÉIS DE COMUNICAÇÃO

Os painéis de comunicação serão compostos por trabalhos em nível de graduação ou pós graduação com resultados parciais de pesquisas.


 
 
 

ORGANIZAÇÃO

Coordenação Geral

Elisangela de Almeida Chiquito (UFMG)

Comissão Organizadora

Elisangela de Almeida Chiquito (UFMG)
Rita Velloso (UFMG)
Rodrigo de Faria (FAU-UnB / CIEC-UNICAMP)

Equipe de Apoio

Araci Carvalho (UFMG)
Arlete Soares de Oliveira
Ana Carolina D’Almeida
Bárbara Formiga (UFMG)
Renata Polastri (Arte)
Valéria Tomé França

Comissão Científica

Ana Claudia Castro (FAU-USP)
Carlos Roberto Monteiro de Andrade (IAUUSP)
Fernando Atique (Unifesp)
George Dantas (PPGAU-UFRN)
Inês Martina Lersch (PROPUR-UFRGS)
Josianne Cerasoli (IFCH-Unicamp)
Jose Huapaya (UFBA)
Maria Cristina Leme (FAU-USP)
Renato Leão Rego (UEM)
Sarah Feldman (IAUUSP)
Vera F. Resende (UFF)
Virgínia Pontual (UFPE)

REALIZAÇÃO

Instituições Promotoras

Instituições de Apoio


 

PROGRAMAÇÃO

13h.  CREDENCIAMENTO

14h.  ABERTURA: Presença de representantes das instituições promotoras

14h30.  MESA REDONDA 1:
Urbanismo e planejamento em Belo Horizonte: ideias, ações e instituições
Coordenador: Rodrigo de Faria (FAU-UnB / CIEC-UNICAMP)

Reflexões retrospectivas sobre o pensamento de Aarão Reis e a planta de Belo Horizonte
Heliana Angotti Salgueiro

A trajetória do prof. Radamés Teixeira no urbanismo de Belo Horizonte
Maria Cristina Villefort Teixeira (EAUFMG)

Movimentos sociais e a construção do urbanismo
Rita Velloso (EAUFMG)

As tramas e os fios: formação do planejamento metropolitano em Belo Horizonte
Elisangela de Almeida Chiquito (EAUFMG)

16h30.  INTERVALO

16h45.  SESSÃO DE TRABALHOS 1:
Urbanismo e planejamento em Belo Horizonte: diferentes escalas e temporalidades
Coordenador: Rita Velloso (EAUFMG)

Ocupações urbanas no Brasil: direito à moradia e à cidade em Belo Horizonte, Minas Gerais
Clarissa Cordeiro de Campos (UFMG)

Buscando superar tabus do planejamento metropolitano no âmbito da regulação urbano-ambiental: experiência na região metropolitana de Belo Horizonte
Rogério Palhares Zschaber de Araújo (EAUFMG), Heloisa Soares de Moura Costa (UFMG)

Fragmentos cotidianos - encontros e descobertas no Lindeia
Luiz Divino Maia (UFMG)

19h.   CONFERÊNCIAS DE ABERTURA

Sarah Feldman (IAUUSP) Tramas institucionais: formação, pratica profissional e fronteiras disciplinares

Geraldo Costa (IGC/UFMG) Teorias e práticas do planejamento urbano: reflexões a partir de experiências

9h.  SESSÃO DE TRABALHOS 2: Instituições e congressos: concepções e circulação de ideias
Coordenador: Fernando Atique (UNIFESP)

A Escola Politécnica e a contribuição para a institucionalização do quadro do urbanismo em São Paulo (1893-1910)
Lucas Ricardo Cestaro (UNIMEP)

De "melhoramento" a "plano": uma contribuição leiga ao debate técnico-urbanístico em São Paulo, 1906-1911
Roseli Maria Martins D'Elboux (Mackenzie)

Origem (1962) e restruturação (1968) da FAU-UNB: o ensino de urbanismo entre prática e teoria
Amanda Rafaelly Casé Monteiro (UNB)

‘Trocando as ferramentas de pedreiro pelo pandeiro e a cuíca para ganhar prêmio no carnaval’: os urbanistas brasileiros em seu primeiro congresso, Rio de Janeiro, 1941.
Joel Outtes (UFRGS)

Premier Congrès International et exposition comparé des villes (Gand, 1913): a circulação de conceitos e as escalas do urbano
Carlos Alberto Oliveira (UNICAMP/CIEC)


12h. INTERVALO PARA ALMOÇO

13h30. SESSÃO DE TRABALHOS 3: Trajetórias profissionais
Coordenador: Vera F. Resende (UFF)


O consultório de profecias urbanísticas de José Marianno Filho
Leonardo Faggion Novo (UNICAMP)

As duas pontas da trajetória profissional de Armando Augusto de Godoy
Celina Fernandes Almeida Manso (CCET-UEG)

A "contribuição"da Companhia City na construção da legislação urbanistica da cidade de São Paulo
Deborah Sandes de Almeida (FAUUSP)

Operações transnacionais: Jorge Wilheim na Comissão de Urbanismo da UIA (1963-1967)
Paula Gorenstein Dedecca (FAUUSP/Escola da Cidade)


16h10. INTERVALO

16h30.  MESA REDONDA 2: Ensino e formação de urbanistas
Coordenador: Maria Cristina Leme (FAUUSP)

Tecer a interdisciplinaridade na formação do urbanista
Maria Stella Bresciani (UNICAMP)

Urbanista: arquiteto ou engenheiro?
Carlos Roberto Monteiro de Andrade (IAUUSP)

São os arquitetos urbanistas? -  Um olhar sobre a genealogia de uma experiência de ensino
Ines Martina Lersch

18H30. SESSÃO DE POSTERES

19h30. LANÇAMENTO DE LIVROS

9h.  SESSÃO DE TRABALHOS 4: Planos e processos de urbanização
Coordenador: Renato Leao Rego (UEM)

Ribeirão Preto, transformações da governança urbana rumo ao capitalismo tardio
Carolina Margarido Moreira (UFV), Miguel Antonio Buzzar (IAUUSP)

Expansão urbana em Porto Alegre no século XX: as transformações territoriais do bairro Moinhos de Vento
Ana Helena Dreissig (UFRGS)

Desdobramentos do Plano Urbanístico Básico no planejamento urbano paulistano
Priscila Regina Sato, Sidney Piochi Bernardini (UNICAMP)

As campanhas negras em favor da casa própria em São Paulo (1924-1937)
Ana Cláudia Castilho Barone (FAUUSP)

Da cidade imperial às ocupações espontâneas: uma abordagem multidisciplinar – demandas sociais, infraestrutura urbana e conservação ambiental em Petrópolis, RJ
Alline Margarette da Mota Serpa, Danielle Inocencio, Kurt Bergan (UCP)

12h. INTERVALO PARA ALMOÇO

13h30. SESSÃO DE TRABALHOS 5: Reflexões em torno do urbano e do urbanismo
 Coordenador: Ana Castro (FAUUSP)

Saberes e práticas em disputa na formação do urbanismo: construindo o “caso de São Paulo” (1890-1910)
Raquel Oliveira Jordan (UNICAMP)

A política, o urbano e as escalas: alguns intercâmbios possíveis
Isabella Flach Gomes (UFMG)

Urbanismo e direito na obra de Viveiros de Castro
Guilherme Ricken, Luis Fernando Massonetto (USP)

16h10. INTERVALO

16h30. MESA REDONDA 3: Instituições, urbanismo e planejamento
Coordenador: Elisângela de Almeida Chiquito (EAUFMG)

O planejador econômico Antônio BEZERRA BALTAR: atuação internacional no Instituto Latino-Americano de Planejamento Econômico e Social
Virginia Pontual (UFPE)

Autorismo e prosopografia em urbanismo. Reflexões e empirias.
Ana Fernandes (UFBA)

Arquitetura e Urbanismo a redefinição de limites nas aproximações entre os dois campos
Maria Cristina Leme (FAUUSP)

18h30. SESSÃO DE ENCERRAMENTO DO IV SUUB



 

PALESTRANTES CONFIRMADOS

CARLOS ROBERTO MONTEIRO DE ANDRADE

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo e em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo, com mestrado e doutorado também pela USP. Em 2009 concluiu o pós-doutorado junto ao Politécnico de Milão e desde 1988 é docente do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo, atual Instituto de Arquitetura e Urbanismo (IAU-USP). Publicou diversos trabalhos e, juntamente a outros autores, estão as organizações dos livros Por uma cidade sã e bela, O urbanismo sanitarista no Brasil republicano, Planos para Cidades Novas Planejadas: estâncias balneárias e cidades de relocação e, de Camilo Sitte, A Construção das Cidades segundo seus princípios artísticos.

ELISÂNGELA DE ALMEIDA CHIQUITO MARTINS

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo, com mestrado e doutorado também pela USP. Em 2015 concluiu o pós-doutorado junto ao Instituto de Arquitetura e Urbanismo (IAU-USP) com estágios na University of British Columbia/Canada e Texas A&M University/EUA. É docente e pesquisadora da Escola de Arquitetura da UFMG e do Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo (NPGAU). É autora de diversos trabalhos publicados na área de historia do urbanismo e planejamento, com destaque para o livro A Comissão Interestadual da Bacia Parana-Uruguai: do planejamento de vale aos polos de desenvolvimento.

GERALDO MAGELA COSTA

Possui graduação em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Minas Gerais, mestrado em Planejamento Urbano e Regional pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, doutorado em Geografia pela London School of Economics and Political Science e pós-doutorado pela Universidade de Berkeley (Califórnia). Aposentou-se como professor na UFMG, em fins de 2013, e passou a exercer, desde janeiro de 2014, atividades de ensino, pesquisa e extensão como professor colaborador. Em paceria com outros autores, organizou os livros Teorias e práticas urbanas - condições para a sociedade urbana; Planejamento urbano no Brasil: trajetória, avanços e perspectivas e Novas Periferias Metropolitanas - A expansão metropolitana em Belo Horizonte.

HELIANA ANGOTTI SALGUEIRO

Bacharel e licenciada em História pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, mestre pela Universidade Federal de Goiás e doutora em História da Arte pela Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales. Foi professora titular da Cátedra Brasileira em Ciências Sociais Sérgio Buarque de Hollanda na Maison des Sciences de l’Homme, em Paris, entre 2004 e 2008 e professora-visitante nas universidades de La Rochelle, Poitiers e Tours. Possui diversas publicações entre elas Por uma nova História Urbana: Bernard Lepetit; O olho fotográfico: Marcel Gautherot e seu tempo; Pierre Monbeig e a geografia humana brasileira: a dinâmica da transformação; A Comédia Urbana: de Daumier a Porto Alegre; Cidades Capitais do séc. XIX. Racionalidade, cosmopolitismo e transferência de modelo; Paisagem e Arte: a invenção da natureza, a evolução do olhar e Engenheiro Aarão Reis: o progresso como missão.

INES MARTINA LERSCH

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, mestrado no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil/UFRGS, defendido junto ao Núcleo Orientado para a Inovação da Construção, e doutorado no Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional da Faculdade de Arquitetura/UFRGS. Atua como Professora Adjunta do Departamento de Urbanismo (Faculdade de Arquitetura/UFRGS) e como Professora Colaboradora do PROPUR. Entre suas publicações, destacam-se: Palcos e cenários urbanos: em que estado se encontram?; Centralidad Urbana: La dinámica entre permanencia, abandono y revitalización de la zona central de Porto Alegre e Durabilidade e vida útil de edificações do patrimônio cultural: conceitos básicos e análise crítica.

MARIA CRISTINA DA SILVA LEME

Possui graduação, mestrado e doutorado em Arquitetura e Urbanismo, todos pela Universidade de São Paulo. Em 1994 concluiu o pós-doutorado junto ao CSU - Centre de Sociologie Urbaine do IRESCO - Institut des Recherches sur les Sociétés Contemporaines, CNRS e em 1996, junto ao LADRHAUS École Architecture de Versailles, Paris, França e entre 2011 e 2014 foi vice-diretora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, onde atualmente é professora titular. Possui diversos artigos, capítulos e livros, entre os quais estão, juntamente com outros autores, a organização do livro Urbanismo no Brasil 1895-1965 e Intervenção em Cortiço: Uma Experiência Didática.

MARIA CRISTINA VILLEFORT TEIXEIRA

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo e mestrado em Geografia, ambos pela Universidade Federal de Minas Gerais. Doutorou-se em Planejamento Urbano pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atualmente é Professora Associada da Universidade Federal de Minas Gerais. Entre suas publicações, e em colabroração com outros autores, destaca-se Os modelos das companhias industriais e seus reflexos nas cidades brasileiras; Os Sistemas de Espaços Livres e a Constituição da Esfera Pública Contemporânea no Brasil e The role of morphological green spaces in the urban context of Brazilian cities.

MARIA STELLA MARTINS BRESCIANI

Possui graduação em História pela Universidade de São Paulo e doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo. Aposentou-se em 2009, como professora titular na Universidade Estadual de Campinas, onde atualmente é professora colaboradora. Dentre suas obras publicadas destacam-se: Da cidade e do urbano: experiências, sensibilidades, projetos; O charme da ciência e a sedução da objetividade: Oliveira Vianna entre intérpretes do Brasil; Londres e Paris no século XIX: o espetáculo da pobreza; Palavras da Cidade e Imagens da Cidade: séculos XIX e XX.

RITA VELLOSO

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo, mestrado em Filosofia, e doutorado em Filosofia, todos pela Universidade Federal de Minas Gerais, sendo que no doutoramento realizou estágio doutoral na McGill University, em Montreal, no Canadá. Atualmente é professora efetiva e vice-diretora da Escola de Arquitetura e Design da UFMG, e docente também na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG). Na UFMG integra o Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo (NPGAU) e coordena o grupo de pesquisa Cosmópolis. Possui diversos livros publicados, entre os quais destacam-se: Construindo capacidades: a experiência em capacitação de municípios mineiros para elaboração de planos locais habitacionais de interesse social, Rede de Cidades - Seminário Rede 10 e Forma como atitude: a experiência surrealista na metrópole, esses dois últimos publicados com outros autores.

SARAH FELDMAN

Graduada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Mackenzie, mestre e doutora em Arquitetura e Urbanismo pela FAU-USP. É Professora Livre Docente Sênior, pesquisadora, orientadora de mestrado e doutorado no Programa de Pós Graduação em Arquitetura e Urbanismo do Instituto de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (IAU-USP). Dentre suas publicações destacam-se de sua autoria o livro Planejamento e Zoneamento-São Paulo e, em conjunto com outros autores, os livros Vila Itororó: Uma história em três atos, Os estrangeiros em São Paulo e O Urbano e o Regional no Brasil Contemporâneo: Mutações, Tensões, Desafios.

VIRGINIA PONTUAL

Professora do Programa de pós-graduação em Desenvolvimento Urbano da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Possui doutorado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo e pós-doutorado pela Universidade de Lille 1 (França). Membro da Rede Internacional Lebret-Irfed. Entre 2013 e 2015 foi presidente da ANPUR - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional. Atualmente integra o Comitê de Assessoramento na área planejamento urbano e regional do CNPq.Dentre os livros de sua autoria destacam-se Louis-Joseph Lebret na América Latina: um exitoso laboratório de experiências em planejamento humanista e Uma cidade e dois prefeitos: narrativas do Recife das décadas de 1930 e 1950. Em colaboração com outros autores estão Cidade, território e urbanismo: um campo conceitual em construção, Desenvolvimento, planejamento e governança: expressões do debate contemporâneo.


 

INSCRIÇÃO

 
 

INVESTIMENTO

Para a publicação nos anais, todos os autores deverão estar inscritos no evento e efetuado o pagamento da taxa até 29/07/2019

Categorias

Estudantes de graduação da UFMG

Estudantes de graduação de outras instituições de ensino e de pós-graduação

Profissionais

01/03 a 03/07/2019

Isento

R$100,00

 

R$200,00

06/07 a 04/09/2019

Isento

R$120,00

 

R$300,00


 

CRONOGRAMA

 
 

01 de outubro de 2018: Lançamento da chamada de trabalhos

08 de abril de 2019: Prazo final para envio de trabalhos

15 de maio de 2019: Divulgação dos trabalhos selecionados para o IV SUUB

29 de julho de 2019: Prazo limite para inscrição dos autores

03 de setembro de 2019: Prazo limite para inscrição como ouvinte

4,5 e 6 de setembro de 2019: Realização do evento


 

NORMAS GERAIS PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS

Pesquisadores brasileiros e estrangeiros estão convidados a submeter trabalhos inéditos e pertinentes ao tema do evento na forma de texto ou pôster.

A avaliação para seleção de textos será realizada única e exclusivamente através de textos completos e pôsteres.

Os trabalhos serão submetidos à avaliação cega pelos membros da Comissão Científica, segundo os seguintes critérios: adequação à temática, originalidade e relevância da contribuição, consistência teórico-metodológica, clareza de exposição.

Cada participante poderá submeter, no máximo, 2 trabalhos como autor ou em co-autoria. Não há limite de autores por submissão. Todos os autores deverão estar inscritos no evento até 30/06/2019.

Serão aceitos textos e pôsteres em português.

Textos e pôsteres submetidos para avaliação não podem conter identificação do autor e da instituição. Antes de serem submetidos, qualquer identificação de autoria deve ser removida, inclusive das Propriedades do Documento.

O tamanho limite para os arquivos submetidos é 20 Mb. Todas as imagens utilizadas devem ser autorizadas para publicação.

O cumprimento das normas é condição para a avaliação dos conteúdos. Textos e pôsteres devem seguir ainda os respectivos TEMPLATES e NORMAS ESPECÍFICAS abaixo detalhadas.


 

NORMAS ESPECÍFICAS PARA SUBMISSÃO DE TEXTOS COMPLETOS

A seleção dos textos será feita através do texto completo contendo:

- Resumo deve ter entre 250 e 350 palavras.
- Título e resumo na língua original e em inglês.
- O texto completo entre 5.000 e 7.000 palavras, incluindo referências. O texto pode conter, no máximo, 10 imagens (figuras, tabelas e gráficos) que devem ser inseridas próximas ao trecho a que se referem. Todas as imagens devem estar em padrão JPG com resolução mínima de 96 dpi.

O texto deve ser submetido em formato WORD conforme o TEMPLATE DISPONÍVEL AQUI!.


 

NORMAS ESPECÍFICAS PARA SUBMISSÃO DE PÔSTERES

A avaliação para seleção dos pôsteres será realizada através da versão final em formato digital.

A seleção dos pôsteres será feita através do arquivo completo dos pôsteres em pdf contendo:

- Resumo entre 250 e 350 palavras.
- O pôster deve conter os seguintes itens: Objetivos, Metodologia, Resultados preliminares, Referências.
- Imagens (gráficos, figuras, tabelas) devem estar em padrão JPG com resolução mínima de 96 dpi.

A formatação do pôster deve seguir o TEMPLATE DISPONÍVEL AQUI.

Cada trabalho deve ser apresentado em um único pôster de 85X 120 cm, cuja impressão é de responsabilidade do participante que deverá montar no espaço destinado a ele no 1o dia do evento.


 

TRABALHOS SELECIONADOS

TEXTOS PARA APRESENTAÇÃO ORAL

Desdobramentos do Plano Urbanístico Básico no planejamento urbano paulistano
Priscila Regina Sato, Sidney Piochi Bernardini (UNICAMP)

A Escola Politécnica e a contribuição para a institucionalização do quadro do urbanismo em São Paulo (1893-1910)
Lucas Ricardo Cestaro (UNIMEP)

Autorismo e prosopografia em urbanismo. Reflexões e empirias.
Ana Fernandes (UFBA)

Operações transnacionais: Jorge Wilheim na Comissão de Urbanismo da UIA (1963-1967)
Paula Gorenstein Dedecca (FAUUSP/Escola da Cidade)

Origem (1962) e restruturação (1968) da FAU-UNB: o ensino de urbanismo entre prática e teoria
Amanda Rafaelly Casé Monteiro (UNB)

Ribeirão Preto, transformações da governança urbana rumo ao capitalismo tardio
Carolina Margarido Moreira (UFV), Miguel Antonio Buzzar (IAUUSP)

Saberes e práticas em disputa na formação do urbanismo: construindo o “caso de São Paulo” (1890-1910)
Raquel Oliveira Jordan (UNICAMP)

As campanhas negras em favor da casa própria em São Paulo (1924-1937)
Ana Cláudia Castilho Barone (FAUUSP)

Urbanismo e direito na obra de Viveiros de Castro
Guilherme Ricken, Luis Fernando Massonetto (USP)

Fragmentos cotidianos - encontros e descobertas no Lindeia
Luiz Divino Maia (UFMG)

O consultório de profecias urbanísticas de José Marianno Filho
Leonardo Faggion Novo (UNICAMP)

‘Trocando as ferramentas de pedreiro pelo pandeiro e a cuíca para ganhar prêmio no carnaval’: os urbanistas brasileiros em seu primeiro congresso, Rio de Janeiro, 1941.
Joel Outtes (UFRGS)

Da cidade imperial às ocupações espontâneas: uma abordagem multidisciplinar – demandas sociais, infraestrutura urbana e conservação ambiental em Petrópolis, RJ
Alline Margarette da Mota Serpa, Danielle Inocencio, Kurt Bergan (UCP)

Expansão urbana em Porto Alegre no século XX: as transformações territoriais do bairro Moinhos de Vento
Ana Helena Dreissig (UFRGS)

Buscando superar tabus do planejamento metropolitano no âmbito da regulação urbano-ambiental: experiência na região metropolitana de Belo Horizonte
Rogério Palhares Zschaber de Araújo, Heloisa Soares de Moura Costa (UFMG)

Ocupações urbanas no Brasil: direito à moradia e à cidade em Belo Horizonte, Minas Gerais
Clarissa Cordeiro de Campos (UFMG)

Premier Congrès International et exposition comparé des villes (Gand, 1913): a circulação de conceitos e as escalas do urbano
Carlos Alberto Oliveira (UNICAMP/CIEC)

As duas pontas da trajetória profissional de Armando Augusto de Godoy
Celina Fernandes Almeida Manso (CCET-UEG)

A política, o urbano e as escalas: alguns intercâmbios possíveis
Isabella Flach Gomes (UFMG)

A "contribuição"da Companhia City na construçãoda legislaçãourbanistica da cidade de São Paulo
Deborah Sandes de Almeida (FAUUSP)

De "melhoramento" a "plano": uma contribuição leiga ao debate técnico-urbanístico em São Paulo, 1906-1911
Roseli Maria Martins D'Elboux (Mackenzie)


 
 

PÔSTERES PARA PAINÉIS DE COMUNICAÇÃO

A construção de uma Belém européia durante o governo de Antônio José de Lemos (1897-1912)
Júlia Lopes Bacci, Maria Cecília Lucchese (IFSP-SPO)

O ensino e a pesquisa sobre urbanismo na FAUUSP e a documentação arquivística: a organização dos fundos CPEU, ASPLAN e Arquiteto Joaquim Guedes
Dina E. Uliana (FAUUSP), Laura Stocco Felício (FFLCH USP)         , Milena Natividade da Cruz   (FFLCH USP)

A Organização do Fundo Arquivístico do Arquiteto e Urbanista Joaquim Guedes
Vitor Berge Sato, Dina E. Uliana (FAUUSP)

Contribuição ao estudo da história do planejamento metropolitano em Belo Horizonte: organização documental e análise do "Esquema Metropolitano de Estruturas"
Bárbara Formiga Almeida de Castro,  Elisângela de Almeida Chiquito (UFMG)

Por uma Assessoria Popular: a construção do OPA
Leticia Notini, Camila Bastos e Thais Rubioli e Lucas Yuri Alves (UFMG - OPA/MLB)
 
Decifração das Cadernetas de Campo da Comissão Construtora da Nova Capital (Belo Horizonte)
Thiago Alfenas Fialho, Roberto Eustaaquio dos Santos (UFMG)

 
 

HOSPEDAGEM E ALIMENTAÇÃO


 
 

CONTATO

ENDEREÇO

Escola de Arquitetura da UFMG
Rua Paraíba, 697 - Savassi
Belo Horizonte, Minas Gerais - Brasil
CEP: 30130-141

EMAIL

ivsuub.bh@gmail.com

Top